As versões mais zoadas de Star Wars

A great metal band!!!

A great metal band!!!

Tá, não vou me alongar aqui falando sobre como Star Wars se tornou um ícone da cultura nerd pop mundial. Se você nunca parou para assistir a um filme da série, deveria realmente repensar sobre como está levando sua vida nesse plano de existência. E olha que nem sou tãããããão fã assim…um fã de verdade iria querer arrancar seus braços com um sabre de luz.

Enfim. Temos a Força, temos duelos de sabre de luz e batalhas entre naves no espaço (não me pergunte como dava pra ouvir o barulho das explosões no vácuo…)…tem romance, vingança e redenção. George Lucas criou todo um universo mítico em que facilmente se reconhecem os arquétipos mais antigos da humanidade, tal como a saga do héroi, que é presente na cultura de vários povos espalhados pelo mundo. Isso tudo fez com que se construísse uma aura de clássico absoluto em torno dessa saga cinematográfica que é mesmo boa ‘bagarai’.

E além de tudo…temos a presença onipresente e fodástica de um dos melhores vilões de todos os tempos: o mestre, o inenarrável, o prospopédico Darth Vader.

Um exemplo a ser seguido

Um exemplo a ser seguido

Cara, quer sujeito mais delicado que o Vader?general do exercito do império fez merda…sufoca e mata o cara com o poder da Força…Tá lutando com sabre de luz, corta a mão do próprio filho…e depois fala que é o pai. Dude, this is Vader!!!!

E nesse meio tempo, várias foram as versões estranhas e/ou engraçadas e/ou descabidas de nexo que satirizaram essa saga e esse vilão tão querido (vilão querido? Isso devia ser incoerente né?).

Então segue uma listinha básica sobre algumas versões zoadas de Star Wars.

Space Balls ou S.O.S – tem um louco solto no espaço

spaceballs_1987_poster

Clássico absoluto da sessão da tarde, Space Balls é umas das melhores sátiras aos grandes épicos espaciais já produzidas, por vários motivos: primeiro, tem a mão do midas da comédia dos anos 80, Mel Brooks; segundo, por reunir alguns dos melhores atores de comédia de Holiwood (a saber, John Candy e Rick Moranis, caras que só de olhar dá vontade de rir, além da participação do mestre Mel Brooks); e por fim…tem o poder da “Farsa”, zoação direta a “Força”, poder místico da saga de Star Wars.

O filme mostra a saga de Lone Starr e Barf (Bill Pullman e John Candy), uma dupla de Han Sollo e Chewbacca de araque, que tem que salvar todo o universo e a Princesa Vespa (Daphne Zuniga) das garras do império do mal de Dark Helmet (Rick Moranis). Dando rolê em seu ‘trailer’ espacial, os heróis descobrem que precisam de mais do que poder de fogo para enfrentar o poder de Dark Helmet. Por isso, apelam para o poder da Salsicha (!), ensinado pelo mestre baixote e estranho, Yogurt (paródia óbvia de vo6 sabem quem né…Mestre Yoda, pros desavisados).

Em resumo, vale cada minuto de risadas… e a interpretação de Rick Moranis, com um capacete imenso, que nem ele conseguia segurar direito, torna a série ainda mais engraçada.

Hilário

Hilário

PS: recentemente, começou a ser transmitido nos canais de tv a cabo Sony e Animax o SpaceBalls: a série animada, que é tão engraçado ou mais que o original, zoando sem dó todo o mundo pop atemporal e contemporâneo, como GTA, Matrix e por ai vai.

Family Guy _ episódio especial “Blue Harvest”

family_guy_star_wars_poster_blue_harvest-724580

Family Guy é com certeza uma das séries mais controversas já produzidas até hoje. A animação consegue multiplicar o nível de crítica e zoação que os ‘Simpsons’ imprimaram nos caretas anos 90, se utilizando dos maiores absurdos comportamentais para causar risadas…e eles conseguem (ou então eu sou muito doente pra dar risada daquele lance…)

A Familia Griffin, modelo torto de american way of life, passa pela mais bizarras situações em cada episódio, sempre com a participação de personagens de comportamentos questionáveis. No entanto, não se assuste (muito): o desenho vale mesmo uma parada em frente ao sofá, principalmente esse episíodio especial.

Ora desvirtuando totalmente a versão original do primeiro filme da série, ora transcrevendo literalmente os diálogos, Blue Harvest coloca essa família disfuncional em pleno Tatooine, planeta em que conhecemos Luke Skywalker, pra contar a história torta de Star Wars, com um Obi Wan interpretado pelo vizinho velhote e pedófilo dos Griffin, Peter e o cachorro falante (!) Brian como Han e Chewie…e o melhor, o moleque boca suja e anti-social Stewie como o velho Darth Vader. Piadas sujas, preconceituosas e absurdas…tendo Star Wars como fundo…por incrível que pareça (e uma dose razoável de falta de noção de quem estiver assistindo) fazem desse episódio um dos melhores da série, colocando Family Guy um pouco mais perto do status quase mitólogico que os Simpsons conseguiram nessas trocentas temporadas.

Chad Vader_The Day Shift Manager

192844020_171f897a63

Guardando o melhor pro final, eis o inenárravel…Chad Vader!!!

Chad, é o irmão mais novo do conhecido Darth, que ao contrário do irmão, caiu em um vulcão (!) enquanto dava um rolê de bike (!!), por isso ganhou o traje de sobrevivência igual ao do outro famoso. Sem um grande império para controlar, Chad leva a vida trabalhando como gerente de um pequeno mercado americano (!!!), gerenciando o empreendimento com punhos de ferro. Para isso, não teme usar o poder da força para ameaçar funcionários que não trabalham direito, além de outras escabrosidades maléficas dignas de sua contraparte séria, por assim dizer.

Chad Vader usando a "Força" para xavecar a mina co caixa...

Chad Vader usando a "Força" para xavecar a mina co caixa...

A série tem momentos hilários, tal como o convite de jantar feito a balconista, com o intuito de discutir planos para um ‘laser leitor de códigos de barra’ mais potente, ou o duelo de sabre de luz com o gerente noturno, que acaba com Chad escorregando em uma casca de banana e deitado no chão pedindo ajuda para levantar…um dos piores momentos de vergonha alheia da história.

A série foi produzida a principio, para um canal de tv americano, e mesmo sendo cancelada no segundo episódio, os produtores da série deram continuidade aos trabalhos e lançaram o restante da série através do youtube e do myspace. A série deu tão certo que já está na segunda temporada e o primeiro episódio já alcança a marca cabulosíssima de quase 9 milhões de visualições.

Melhor sátira a Star Wars, sem sombra de dúvidas.

Fica ai o primeiro episódio, legendado, pra dar um gostinho da série.

Lembrou de outras zoações com Star Wars?Não se acanhe menino (a)…deixe um comentário ora pois.

6 responses to this post.

  1. “Se você nunca parou para assistir a um filme da série, deveria realmente repensar sobre como está levando sua vida nesse plano de existência.” rsrsrsrs, mto bom!

    Responder

  2. Posted by Lucas Bonachovski on 23 de julho de 2009 at 12:29 AM

    Putz…muito boa essa redublagem Camila…já farei uma parte dois deste post, só pra incluir esse vídeo…e algo que importantíssimo que eu esqueci…todas as citações sobre Star Wars nos filmes do Kevin Smith…imperdoável da minha parte…

    Valeu o comentário…e volte sempre!!!

    Responder

  3. Posted by Elisa on 23 de julho de 2009 at 1:17 AM

    se for citar todas as referências já feitas no cinema, vai precisar de mais posts…

    Responder

  4. Posted by Lucas Bonachovski on 23 de julho de 2009 at 4:51 AM

    Estamos trabalhando nisso Elisabeth…logo, algumas outras aparições magistrais do velho Vader por aqui…

    Responder

  5. Posted by Gustavo Sabino on 25 de julho de 2009 at 9:42 AM

    E o Vader thriller?

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: