Feliz Ano Novo…e agora?

Ao som de: 01 – Acheron/Unleashing the Orb_Warp Riders_The Sword

 

Pensativo...como Darth Vader...

Acabo de abrir uma heineken. Ah, um doritos também. Não sei se foi instintivo, ou se no meu subconsciente eu já estava me preparando para o que irá acontecer agora.

Enfim, faltam 4 minutos para o segundo dia do ano e eu resolvi fazer minha lista de prioridades para 2011. Acho que por isso a cerveja: se fosse tão fácil assim, eu não precisaria de um incentivo alcoólico.

Vou logo avisando: o que se seguirá a partir daqui será a tentativa torturante de um homem tentando entender a si mesmo. Tá, eu podia mesmo fazer isso em meu quarto, sem expor minha vida a todos. Mas escrever me ajuda a pensar. E além do mais, eu só tenho uns 7 leitores quase fiéis, os quais me conhecem mais do que eu mesmo me conheço, as vezes. Então, nada de demais até aqui.

Por onde começar? Uma dieta? Seria clichê demais. E eu não me arrependo nenhum pouco de ter entornado algumas cervas e ter comido chilli a noite inteira. Esse lance de “não estou bem com o que tenho”? Passo.

Antes de mais nada, acho que é preciso ser incisivo no problema principal. Preciso largar de ser enrolado. Procrastinar, o termo correto.

Meu médico preferido, o Wikipedia, diz que procrastinar é  o diferimento ou adiamento de uma ação. Para a pessoa que está procrastinando, isso resulta em stress, sensação de culpa, perda de produtividade e vergonha em relação aos outros, por não cumprir com suas responsabilidades e compromissos.

Tá, não sou tão dramático assim, como o wikipedia diz. Mas sim, muito do que ele fala ali em cima já passei também. O pior é saber que sua vida não caminha simplesmente por que você mesmo faz sua vida assim. Vivi tempo demais uma vida de mentiras, criando um personagem que aos olhos do mundo é um cara organizado, pró ativo e o cacete. No fundo, todas as minhas boas ideias se perdem no caos dos prazos apertados por causa do atraso e da preguiça em ser produtivo. E o pior: meu personagem não convence ninguem, nem a mim.

Acho que já perdi mais horas assistindo documentários sobre crocodilos no Discovery do que colocando minhas ideias em prática. E nem de bichos eu gosto.

Enfim, não peço pena ou algo do tipo. Não estou aqui me lamentando, que fique claro. Só creio ser importante em alguns momentos o indivíduo sofrer alguns choques que realidade. Ei, bem vindo ao momento “Lucas, essa é sua vida”.

Se eu sei como resolver isso? Não, não sei. Mas acho que essa pode ser a primeira proposta para 2011. Deixar o estado de inércia consciente perder algumas boas vezes e começar a ser o cara incrível que eu posso ser (ah pessoas, vamos lá, o texto é meu e a falta de modéstia também).

Hum, sobre o amor. Esse ultimo ano foi bem elucidativo sobre esse tema. Eu conheci o amor. Ele mora em Pindamonhangaba, planta milho e feijão, gosta de pescar e de cigarros de palha e não dá a mínima para o que acontece em nossas vidas.

Tá, não serei tão negativo. Seria uma mentira. Anos de filmes hollywoodianos e histórias felizes te fazem acreditar que no mundo existe alguem que está invariavelmente predestinado a “ser seu”, essa baboseira tipo “crepúsculo”.

Meninas e meninos, muita atenção ao que o Ti0 Lucas vai dizer agora, ok?

NÃO EXISTE AMOR PERFEITO, NÃO EXISTE NINGUEM PERFEITO E O PAPAI NOEL É SEU PAI!

Sei que pode ter sido duro ouvir isso assim. E eu sei, você já sabia sobre o Papai Noel. Mas aposto que ainda acreditava em encontrar um Edward bonitão ou uma Bella, toda charmosa e indefesa (eu juro que essas referências ao “crepúsculo” não são por maldade…acho que é apenas efeito do alcoól liberando meu lado sensível…que merda).

Enfim, o que se aprende em alguns anos de vida é que não existe ninguem perfeito. Todos tem problemas, manias, tiques e outras coisas enjoadas. Mas todos possuem valores admiráveis, podem ser boas companhias e até gostar de boas músicas e quadrinhos. Umas até possuem belos sorrisos e podem ser um sexo incrível.

A questão é:  nem todo mundo está querendo viver um felizes para sempre, isso é fato.E por que os filmes nunca nos ensinam a aproveitar os momentos, sem esperar algo mais?

O pior é descobrir que no fundo, você tem um certo receio (pra não dizer pânico total e imediato) de viver algo e esperar que isso vai acabar e te fazer sentir a pior pessoa do mundo. Quem viveu uma fossa sabe do que estou dizendo.

Por isso, algo que aprendi a alguns segundos atrás: não espere sempre o pior de tudo. Simplesmente não espere nada e surpreenda-se com o inesperado. Eu me sinto um velho Scrooge, as vezes. Chato, simplesmente. Mas no fundo, sei que os meus principais relacionamentos que não deram cert0 (e vá lá, também nem foram tantos) por que na maioria das vezes simplesmente eu sempre quis ser o melhor, agradar…enfim, viver um romance de novela.

Só que no mundo real existem cobranças, existem ausências, existem brigas. E é a forma como você se relaciona com isso que te faz crescer. Como você consegue superar os problemas  e não surtar, pra ser mais específico.

Logo, acho que temos uma perspectiva nova pra 2011. Simplesmente, aprender a viver a vida da forma mais tranquila que puder… não esperar nada, surpresas com o inesperado: mantra para 2011.

Poderia falar ainda mais sobre um monte de coisas pra esse ano. Mas já estou me achando um bêbado chato e inconveniente que resolve escolher você, no meio de tanta gente, para contar sobre a vida.

De qualquer forma, feliz ano novo a todos vo6, poucos leitores. Sorte! E se houver problemas que você tenha que resolver consigo mesmo, escreva um blog. Eu recomendo!

 

Lucas Bonachovski até tinha uma motivação pra escrever esse texto. Mas depois de 4 heinekens, ele admite que esqueceu.

 

Anúncios

One response to this post.

  1. Posted by Gustavo on 6 de janeiro de 2011 at 4:09 PM

    é isso Luket…ñ adianta tentar ser perfeito. Vamos errando. Çempre!rsrsrsrs

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: