Marvel, DC e suas novas animações: novo campo de batalha

Ao som de: Lunasa_Karen Elson_The Ghost Who Walks (2010)

Marvel e DC a tempos estão se degladiando para arrebatar o bolso coração dessa raça mais ou menos que é o bom nerd quadrinheiro.

Novas sagas (geralmente de gosto e qualidade duvidosas), no cinema e agora, nas novas séries animadas que estreiam (ou continuam) nesse ano.

Então, sem mais delongas, analisando The Avengers e Young Justice, as duas novas animações para TV da Casa das Ideias e da Distinta Concorrente

 

A Marvel, depois que ficou saidinha e criou seu próprio estúdio para produzir os filmes de seus personagens, está apostando pesado suas fichas na “iniciativa Vingadores” no cinema. O Homem de ferro já teve seu debut no cinema (uma ótima estréia, diga-se de passagem) e para esse ano ainda teremos Thor e o filme do Capitas.

Logo, surgiu já pelo finalzinho de 2010 a animação “The Avengers: earth’s mightiest heroes”. E ela surgiu com um único objetivo: preparas as childrens para a invasão marvel desse ano (e arrecadar fundos para a pagar o Stan Lee por tudo de bom que ele criou).

Mas e ai, é bom ou não, Tio Bonacho?

Antes, a premissa: uma penca de vilões fogem em massa de várias prisões gerenciadas pela S.H.I.E.L.D, o que leva o Nigga Fury (sério, não é preconceito, mesmo…a culpa é dos caras da versão ultimate que colocaram o Samuel L. Jackson para ser o Nick Furioso já nos quadrinhos) a pedir ajuda para o Homem de lata do mágico de Oz Ferro. O problema fica maior quando Graviton (um velhote quase semi deus que tem o poder de manipular a gravidade) resolve se vingar de Nigga Fury, o que faz com que se reunam pela primeira vez Thor, Hulk, O Homem Formiga, Vespa e Homem de Ferro. Percebendo que a união faz a força (e o açúcar…nossa, que piada ridícula…desculpa) Tony Stark propõe a formação da iniciativa Vingadores…e o resto é história.

Então, nas palavras do bom amigo Ryunoken, os Vingadores formam um equipe fodaça, mas que não tem metade do carisma da Liga da Justiça. Ainda mais com um monte de inimigos nada agradáveis (meu deus, eu odeio aquela cabeçona voadora do M.O.D.O.K, de verdade).

No entanto, mesmo com essa séria limitação vilanesca a animação se sai bem, respeitando muito do que já se estabeleceu como mitologia dos personagems Marvel. Mas é perceptível o interesse em relacionar a animação com o que está sendo produzido atualmente para o cinema (como os episódio que apresenta o Capitão América, mostrando o Caveira Vermelha manipulando um aparelho que liga a terra a Asgard).Além disso, foi respeitado também o carisma (ou falta dele) dos personagens, suas personalidades e problemas. E Tony Stark para sempre será o Robert Downey Jr. Além disso, o roteiro tem amarrado alguns arcos muito interessantes e divertidos. Podemos esperar desde já uma relação com a invasão Skrull, as armações do velho sacana Loki e os nazistas de sempre atormentando o Super Sam Capitão América.

Mas até ai, nada de ruim. O que deixa a desejar, um pouco, é a qualidade da animação. O traço do desenho geralmente me deixa desconfortável, em função principalmente, das comparações que faço com as animações da DC (mas isso falamos daqui a pouco). Mas não é nada que impeça mesmo de assistir ao desenho.

Enfim, vale a pena o download ou assistir no Disney XD Brasil.

E agora, Young Justice.

 

Juntar um bando de moleques sidekicks dos principais heróis DC funciona nos quadrinhos. Funcionou no ótimo Teen Titans (mesmo que juniores demais e calcado na estética anime). E agora, a DC deu passo a frente lançando Young Justice.

E onde está jenessequá (meu francês é mesmo foda…) dessa série?

O grande lance das séries animadas da DC é que elas conseguem ter uma personalidade muito própria. As últimas séries animadas do Batman (The Batman e o Brave and Bolds) possuem um charme próprio na animação. Tal como o Teen Titans e outras menos bem sucedidas. E nesse aspecto, Young Justice não fica atrás. O traço é bem característico e marcante, o que já é um primeiro passo importante para se gostar de um desenho.

Da história, ainda não dá pra falar muito, pelo fato do desenho ter estreado recentemente. Mas o basicão tá lá. Batman, Arqueiro Verde, Flash e o Aquaman resolvem que seus pupilos adolescentes chatos sidekicks devem se entrosar em uma equipe de juniores, caso seja necessário em caso da Liga da Justiça ficar inutilizada por qualquer motivo (ou quando algum vilão menos importante da galeria de personagens do Flash estiver enchendo a paciência em algum canto fictício do universo DC). E tem sidekick pra todo gosto: Kid Flash, Robin e Aqualad (a princípio) formam um primeiro grupo, que já conta com a desistência de Ricardito (será que Ricardito em inglês é Little Richard…hum, tomara que não), que fica putinho por não ser tratado como integrante senior da LdJ por que precisa comer muito arroz com feijão pra ser fodaço ainda.

Logo, de cara, essa turminha se mete em uma grande confusão (da-lhe narrador da sessão da tarde) enfrentando uma fita de alta periculosidade dos laboratórios S.T.A.R.S, onde topam com o Superboy. E por ai vai.

Ainda participa da equipe Miss Martian, que como o nome já diz é uma juvenil mocinha da mesma raça do Ajax e Artemis, uma arqueira que invariavelmente está relacionada ao Arqueiro Verde (ah, sério mesmo? Não diga…). De verdade, não sei como ela vai aparecer na história e com de onde ela vai aparecer…enfim.

A animação é boa e acredito que tal como sua concorrente, em breve os arcos de histórias ficaram melhores, visto que já existem as conspirações vilanescas de praxe na história.

Bom desenho, clima soturno mesmo que adolescentes cheio de hormônios. Vale a pena e acredito que ficará melhor com o tempo.

E no final, quem vence essa luta? Somente nós, apreciadores do universo nerd em geral. São bons desenhos, feitos com qualidade e com uma característica muito singular: são animações feitas pra crianças, mas cheias de referências que os old school fans vão curtir perceber.

Downloads já! Aqui e aqui pra ser mais específico (valeu pueblo do sempre guerreiro Actions e Comics)

Lucas Bonachovski, triste por que a mamata tá acabando e amanhã começa o trabalho, de novo…fuck,

 

Anúncios

4 responses to this post.

  1. orrivel a pior coiosa que esiste no mundo

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: